Make your own free website on Tripod.com

Trigo Milagroso

 

Home

Introdução

Doutrina

História

Sangue

Comentários

Curiosidades

Mensagens

Links

Autor

O trigo milagroso do "Pastor" Russell: Fraude e Decepção nas Raízes da Watchtower

Por James Walkerveja aqui o artigo original em Inglês

Traduzido e adaptado por Don Lucca

 Todos os grifos, negritos e itálicos em citações de fontes que não sejam deste mesmo Site foram acrescentados pelo autor deste artigo.

Muitos exemplos de fraude e decepção podem ser encontrados quando se olha a história e as afirmações da Watchtower Bible and Tract Society, sediada em Brooklyn, Nova Iorque, mas talvez nada seja mais estranho que o caso do "Trigo Milagroso".

Quase no seu início, a Watchtower Bible and Tract Society, conhecida originalmente como Zion’s Watch Tower, foi culpada de enganar o público e os seus seguidores com afirmações selvagemente inexatas e, em alguns casos, a beira da fraude.

O "Trigo Milagroso" da Watchtower

Um exemplo do problema mencionado pode ser encontrado no infame caso do "Trigo Milagroso" do "Pastor" Russell, citado em Kingdom of the Cults (Reino dos Cultos), do Dr. Walter Martin (pp. 40-42, 1985 ed.).

Em 1º de novembro de 1916, um jornal local, The Brooklyn Daily Eagle, publicou uma interessante matéria de jornalismo investigativo expondo alegados abusos por parte de um dos seus cidadãos mais renomados, Charles Taze Russell, fundador da Zion’s Watch Tower. O artigo declara:

"Depois de o ‚Trabalho‘ haver se iniciado aqui, a publicação Watch Tower do ‚Pastor‘ Russell anunciou sementes de trigo à venda por $1,00 (um dólar) a libra [= 450gramas] (bastante caro para a época).

"Foi chamado o ‚Trigo Milagroso‘, e foi afirmado que produziria cinco vezes mais que qualquer outra marca (espécie) de trigo.

"Haviam outras afirmações feitas com relação a semente de trigo, e os seguidores foram aconselhados a comprá-la...

"O jornal Eagle tornou público os fatos sobre estas novas aventuras dos Russelitas [um termo que no início descrevia os seguidores de Russell] e publicou uma caricatura que mostrava o ‚Pastor‘ e o ‚Trigo Milagroso‘ dele de um tal modo que o ‚Pastor‘ Russell entrou com processo por calúnia e reivindicou $100,000 (cem mil dólares) por danos morais.

"Departamentos governamentais investigaram o tal trigo pelo qual se cobrava $1.00 a libra, e os agentes do Governo se tornaram importantes testemunhas na tentativa de acusação de calúnia em janeiro de 1913.

"O ‚Trigo Milagroso‘ era baixo (normal, nada de diferente ou mais produtivo) nos testes Governamentais, eles disseram. O jornal Eagle ganhou o processo.

O Dr. Martin reproduziu de um microfilme para um arquivo em Nova Iorque as seguintes datas e títulos de artigos relevantes de The Brooklyn Daily Eagle, todos publicados em janeiro de 1913:

Miracle Wheat Scandal (O Escândalo do Trigo Milagroso), (01/01/1.913, pág. 1-2); Testimony of Russellite Beliefs (Testemunho das Crenças dos Russelitas), (22/01/1.913, pág. 2); Testimony on Wheat (Testemunho em Trigo), (23/01-24/01/1.913, pág. 3).

Declarações financeiras provando o controle absoluto de Russell foram feitas pelo secretário-tesoureiro (da Watch Tower) Van Amberg, que foi citado como dizendo: "...Nós não somos responsáveis para com ninguém com relação as nossas despesas. Nós somos responsáveis somente perante Deus." (25/01/1.913, pág. 16).

Peritos governamentais testificam no caso do ‚Trigo Milagroso‘ e concluem sem margem de dúvida que ele não é milagroso ou mais excelente (27/01/1.913, pág. 3); Processo e Defesa têm andamento. Russell é atacado [acusado], mas não comparece para tomar conhecimento (28/01/1.913, pág. 2); Russell perde processo de calúnia (29/01/1.913, pág. 16).

Alguma moderna Testemunha de Jeová pode desejar minimizar o significado do episódio do "Trigo Milagroso" por afirmar que os lucros de suas vendas fossem para a Watch Tower e não para o próprio Russell.

Porém, como Martin demonstra, Russell possuia 990 das 1,000 partes de ações da Watch Tower. Por esta análise, 99% de toda a "contribuição" paga pelo "Trigo Milagroso" era na realidade uma contribuição para o próprio Russell.

Antes de ir à Corte [Tribunal], o jornal The Brooklyn Eagle fez esta declaração:

"O jornal Eagle vai mais a fundo e declara que a investigação mostrará que o culto religioso do ‚Pastor‘ Russell é nada mais que um esquema de fazer dinheiro." (Ibid).

Enquanto os motivos de Russell só podem ser julgados pelo próprio Deus, poucos discutiriam que aquele tal reivindicado "Trigo Milagroso" hoje estaria mais para se ver em casa no National Enquirer que na Watch Tower - uma revista que reivindica ser produzida pela única verdadeira organização de Deus na terra.

Se as leis contra falsa propaganda e fraude que existem hoje nos Estados Unidos estivessem em vigor naquela época, talvez Russell tivesse perdido mais que um processo de calúnia.

Isto é, com muito pequena margem de dúvida, um exemplo descarado de fraude e decepção que se nota indo de volta até as raízes da atual Watchtower Bible and Tract Society.