Make your own free website on Tripod.com

Religião

 

Home

Introdução

Doutrina

História

Sangue

Comentários

Curiosidades

Mensagens

Links

Autor

Como encaram as Testemunhas de Jeová outras religiões?

Coletânea de citações de literaturas publicadas pela Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, responsável pela impressão de todos os livros, revistas e folhetos das Testemunhas de Jeová.

Todos os grifos, negritos e itálicos em citações de fontes que não sejam deste mesmo Site foram acrescentados pelo autor deste artigo.

Inserções entre colchetes [exemplo] refletem uma palavra, texto ou expressão que complementam o sentido da frase ou trazem a opinião do autor deste artigo. Texto entre colchetes são comentários pessoais acrescentados, não fazendo parte do texto original.

 

 

*** A Sentinela 15/8/75, pag. 511-2 Perguntas dos Leitores ***
Perguntas dos Leitores

Por que é que as testemunhas de Jeová condenam tão fortemente as outras religiões? Será que não crêem que haja pessoas boas em todas as crenças?

O que as testemunhas cristãs de Jeová dizem sobre as religiões deste mundo não tem por objetivo condenar pessoas. Tornam conhecido o que o próprio Deus diz na sua Palavra. Sua exposição do erro religioso, da hipocrisia e da culpa de sangue serve para ajudar os de coração sincero a abandonar o império mundial da religião falsa, "Babilônia, a Grande", e escapar do julgamento adverso de Deus....

Portanto, ao salientarem o fracasso e os pecados das religiões falsas, as testemunhas cristãs de Jeová agem para os interesses eternos das pessoas sinceras...

Iguais ao seu Exemplo, Jesus Cristo, as testemunhas de Jeová trazem à atenção as tradições e os ensinos antibíblicos, ações hipócritas, explorações e opressões religiosas. Ao mesmo tempo, o profundo amor a seu próximo os induz a indicar a todos o caminho da salvação, caminho que inclui cortar as relações com "Babilônia, a Grande", para não compartilhar com ela nos seus pecados e no seu fim desastroso.

 

 

*** Raciocínios a Base das Escrituras, pag. 307-9 Tópico Religião ***

São todas as religiões aceitáveis a Deus?

É verdade que em toda religião há algo de bom?

A maioria das religiões ensina que não se deve mentir nem roubar, e assim por diante. Mas será que basta isso? Gostaria de beber um copo de água envenenada porque alguém lhe assegurou que a maior parte do que beberia era água?

2 Cor. 11:14, 15: "O próprio Satanás persiste em transformar-se em anjo de luz. Portanto, não é grande coisa se os ministros dele também persistem em transformar-se em ministros da justiça." (Acautela-se-nos aqui de que talvez nem tudo o que se origina de Satanás pareça repelente. Um dos seus principais métodos de enganar a humanidade tem sido a religião falsa de todos os tipos, dando ele a alguns uma aparência justa.)

 

 

*** A Sentinela 15/10/70, pag. 630 Perguntas que as pessoas fazem sobre as Testemunhas de Jeová ***

Crêem as testemunhas de Jeová que elas possuem a única religião certa?

Sim. Se as testemunhas de Jeová achassem que outros têm a crença verdadeira, pregariam esta. Há apenas "um só Senhor, uma só fé, um só batismo", disse o apóstolo Paulo. (Efé. 4:5) As testemunhas de Jeová não crêem que haja mais de um modo para se obter a salvação, ou que a maioria das pessoas satisfaçam os requisitos estritos da crença verdadeira. Jesus mostrou que apenas uma minoria estaria certa. Ele disse: "Estreito é o portão e apertada a estrada que conduz à vida, e poucos são os que o acham." (Mat. 7:13, 14) O resultado do Dilúvio provou que Noé e sua família eram os únicos que tinham a religião certa. A história mostra que Jesus e seus discípulos, nos seus dias, eram os únicos que praticavam a religião certa. E o estudo da Bíblia prova o mesmo sobre as testemunhas de Jeová hoje em dia. [Alguém pode comprovar na B’iblia esta afirmação?]

 

 

*** A Sentinela 1/11/87, pag. 19-20 Mantém-se puro em todos os sentidos? ***

Manter-se Espiritualmente Puro

14 Alguns se têm exposto a possível contaminação espiritual por acompanharem programas religiosos de rádio ou de televisão.

 

 

*** A Sentinela 15/7/85, pag. 4-7 Agrada sua religião realmente a Deus? ***

Agrada sua religião realmente a Deus?

"DEUS não é Deus de desordem, mas de paz." (1 Coríntios 14:33) Assim sendo, as muitas religiões com suas doutrinas conflitantes certamente não podem todas ter a aprovação de Deus. Portanto, só pode haver uma única religião que satisfaz os requisitos dele para a adoração verdadeira. Como poderemos encontrar essa única religião que realmente agrada a Deus?

 

 

*** A Sentinela 15/4/89, pag. 10-13 A infame meretriz - sua destruição ***

A infame meretriz sua destruição

2 Ora, para citar apenas um exemplo, como é que o tirano Adolf Hitler se tornou chanceler — e ditador — na Alemanha? Foi por meio da trama política dum cavaleiro papal, a quem o anterior chanceler alemão, Kurt von Schleicher, descreveu como "a espécie de traidor em comparação com o qual Judas Iscariotes é um santo". Tratava-se de Franz von Papen, que manobrou a Ação Católica e os líderes industriais no sentido de se oporem ao comunismo e unirem a Alemanha sob Hitler. Como parte duma barganha traiçoeira, Hitler fez de von Papen o vice-chanceler. Hitler enviou a Roma uma delegação chefiada por von Papen para negociar uma concordata entre o Estado nazista e o Vaticano. O Papa Pio XI mencionou aos enviados alemães quanto lhe agradava que "o Governo alemão tinha agora no comando um homem intransigentemente contrário ao comunismo" e, em 20 de julho de 1933, numa requintada cerimônia no Vaticano, o Cardeal Pacelli (que pouco depois se tornaria o Papa Pio XII) assinou a concordata.

 

 

*** A Sentinela 15/12/88, pag. 22-3 "Temei a Deus e dai-Lhe glória" ***

"Jeová. . . Justo e Verdadeiro"

 14 Babilônia, a Grande [todas as religiões, exceto as Testemunhas de Jeová, claro], é mencionada freqüentemente em Revelação. Vemo-la de novo como figura-chave nas visões 11 e 12. Ela "está sentada sobre muitas águas", controlando pessoas e embriagando-as com as suas doutrinas venenosas e mentirosas. Ela mesma está embriagada com "o sangue dos santos", a quem matou em perseguições, e ela tem culpa de sangue com respeito a "todos os que foram mortos na terra" por causa de sua traiçoeira fomentação de guerra. A sua parceria no alto comércio e sua sangria financeira do povo resultaram em muita riqueza ilícita. O mais repreensível tem sido o seu namoro com a política, mesmo ao ponto de ardilosamente procurar destaque por montar a fera de paz e segurança — a ONU. Mas, os chifres militarizados dessa mesma fera hão de dilacerá-la e destruí-la. Está mais do que na hora para que todos os que TEMEM A DEUS E DÃO-LHE GLÓRIA a abandonem, "pois os pecados dela acumularam-se até o céu, e Deus se lembrou dos atos injustos dela". — Revelação 17:1–18:24.

15 Portanto, a execução de Babilônia, a Grande, virá como julgamento justo da parte de Jeová. Em apreço por isso, ecoam-se ‘aleluias’ no céu, e depois na terra, atribuindo salvação, glória e poder a Jeová. Esses coros de "louvai a Jah!" expressam grande alegria por causa da destruição eterna da grande meretriz. Quão enorme é o contraste entre a devastação dela e um mui feliz evento no céu — o casamento do Cordeiro, Cristo Jesus, com a sua noiva, os 144.000 fiéis vencedores! Entoa-se um trovejante cântico de louvor a "Jeová, nosso Deus, o Todo-poderoso", sim, "alegremo-nos e estejamos cheios de alegria, e demos-lhe a glória, porque chegou o casamento do Cordeiro e a sua esposa já se preparou"! — Revelação 19:1-10.

 

 

*** O Homem em Busca de Deus, pag. 159-60 6 Budismo - uma busca de iluminação sem Deus ***

Iluminação Sem Deus?

53 Por causa desse modo de pensar voltado para si mesmo e independente, o resultado é um verdadeiro labirinto de lendas, tradições, doutrinas complexas e interpretações geradas pelas muitas escolas e seitas ao longo dos séculos. O que visava trazer uma solução simples para os complicados problemas da vida resultou num sistema religioso e filosófico além da compreensão para a maioria das pessoas. Em vez disso, o seguidor mediano do budismo simplesmente se preocupa com a adoração de ídolos e relíquias, deuses e demônios, espíritos e ancestrais, e em realizar muitos outros rituais e práticas que pouco têm a ver com o que Gautama, o Buda, ensinou. Obviamente, buscar a iluminação sem Deus não funciona.

 

 

*** O Homem em Busca de Deus, pag. 184-6 7 Taoísmo e Confucionismo - uma busca do caminho do céu ***

O Legado da Sabedoria do Oriente

42 O confucionismo e o taoísmo são exemplos de que um sistema baseado na sabedoria e no raciocínio humano, independente de quão lógico e bem-intencionado seja, por fim falha na busca do Deus verdadeiro. Por quê? Porque deixa fora um elemento essencial, a saber, a vontade e os requisitos de um Deus pessoal. O confucionismo recorre à natureza humana como a força motivadora para realizar o bem, e o taoísmo recorre à própria natureza. Mas, trata-se de uma confiança mal direcionada, pois equivale simplesmente a adorar coisas criadas em vez de ao Criador. — Salmo 62:9; 146:3, 4; Jeremias 17:5.

43 Por outro lado, as tradições de adorar ancestrais e ídolos, a reverência por um céu cósmico e a veneração de espíritos na natureza, bem como os ritos e rituais relacionados com eles, ficaram tão profundamente arraigados na maneira de pensar chinesa que são aceitos como sendo a incontestável verdade. Não raro é muito difícil falar com um chinês sobre um Deus ou Criador pessoal, por ser este um conceito tão alheio para ele. — Romanos 1:20-25.

44 É inegável que a natureza está repleta de grandes maravilhas e sabedoria, e que os seres humanos são dotados das maravilhosas faculdades da razão e da consciência. Mas, conforme destacado no capítulo sobre o budismo, as maravilhas que vemos no mundo natural têm levado mentes refletidas a concluir que deve existir um Projetista ou Criador. (Veja páginas 151-2.) Sendo assim, então, não é lógico que o nosso empenho deve ser buscar o Criador? De fato, o Criador nos convida a fazer isso: "Levantai ao alto os vossos olhos e vede. Quem criou estas coisas? Foi Aquele que faz sair o exército delas até mesmo por número, chamando a todas elas por nome." (Isaías 40:26) Fazendo isso, chegaremos a conhecer não só quem é o Criador, isto é, Jeová Deus, mas também o que ele tem em reserva para o nosso futuro.

 

 

*** O Homem em Busca de Deus, pag. 326-8 13 A reforma - a busca toma um novo rumo ***

Quais Foram os Efeitos?

42 O maior bem realizado pela Reforma foi, sem dúvida, que ela colocou a Bíblia ao alcance do povo na sua própria língua. Pela primeira vez, as pessoas tinham diante de si a inteira Palavra de Deus para ler, podendo assim ser nutridas espiritualmente. Mas, naturalmente, exige-se mais do que apenas ler a Bíblia. Será que a Reforma libertou o povo, não só da autoridade papal, mas também das doutrinas e dogmas errôneos aos quais estivera sujeito por séculos? — João 8:32.

43 Praticamente todas as igrejas protestantes endossam os mesmos credos — os credos de Nicéia, Atanasiano e dos Apóstolos — e esses professam algumas das mesmíssimas doutrinas que o catolicismo tem ensinado por séculos, como a Trindade, a imortalidade da alma e o inferno de fogo. Tais ensinos antibíblicos deram ao povo um quadro distorcido a respeito de Deus e Seu propósito. Em vez de ajudar as pessoas na sua busca do Deus verdadeiro, as numerosas seitas e denominações que surgiram em resultado do livre espírito da Reforma protestante apenas as dirigiram a muitas diferentes direções. De fato, a diversidade e a confusão [incluindo as crenças proclamadas pelas Testemunhas de Jeová] levaram muitos a questionar a própria existência de Deus. O resultado? No século 19 surgiu uma crescente onda de ateísmo e agnosticismo.