Make your own free website on Tripod.com

A Sentinela 01/10/2.000

 

Home

Introdução

Doutrina

História

Sangue

Comentários

Curiosidades

Mensagens

Links

Autor

Comentários em A Sentinela de 01/10/2.000

Todos os grifos, negritos e itálicos em citações de fontes que não sejam deste mesmo Site foram acrescentados pelo autor deste artigo.

Alguns comentários realmente intrigantes, para não se dizer contraditórios, foram feitos ao longo de três artigos de estudo em A Sentinela de 01/10/2.000. Os estudos tratavam da importância que a leitura diária da Biblia devem ter em nossa vida. Bem, ao menos em teoria tratava somente disto, pois no decorrer da matéria foram colocadas algumas sentenças que deixavam bem claro que uma pesquisa bíblica deveria ser feita com a ajuda das publicações da Sociedade. Vejamos agora algumas preciosidades destes artigos:

bulletpag. 10, par. 9: citado Eclesiastes 12:12 - "Sê avisado: De se fazer muitos livros não há fim, e muita devoção à eles é fadiga para a carne". Agora, responda a si mesmo sinceramente: quem é que produz tanto material para leitura, em adição à Bíblia, que deixa seus adeptos fatigados com tanta coisa para absorver? Faça as contas da quantidade de obrigações de estudo impostas à uma Testemunha de Jeová semanalmente: (1) ler o texto diário TODOS os dias; (2) preparar-se para o estudo de livro; (3) preparar-se para a Escola do Ministério Teocrático; (4) preparar-se para a Reunião de Serviço; (5) preparar-se para o Serviço de Campo; (6) preparar-se para o estudo de A Sentinela; (7) fazer estudo pessoal; (8) fazer estudo familiar. Além destas obrigações semanais (que me lembro de momento), ainda existem os discursos nas congregações, partes na Escola e outras participações especiais que exigem cuidadosa preparação e pesquisa. Agora eu pergunto: estava certo Salomão ao escrever as palavras acima citadas? Certamente que sim! E parece que ele escreveu aquilo especialmente para a Sociedade Torre de Vigia, com tantas literaturas, cheias de informações repetitivas. Como então têm coragem de criticar os que se devotam à leitura?
bulletpag. 10, par. 9 citadas as seguintes palavras de Charles Russel: "Nunca vos esqueçais que a Bíblia é nosso padrão e que, não obstante as ajudas [i.e. as literaturas] dadas a nós por Deus, elas são 'ajudas', e não substituem a Bíblia". Agora, comente com um ancião que você decidiu pesquisar a Bíblia pessoalmente, sem uma destas ajudas: sabe o que vai escutar, não sabe? Mais do que isso, assim como você pode ver em Breve Histórico das Testemunhas de Jeová (1.910), Russel não pensava realmente assim, e nem o pensam as Testemunhas. Eles encaram como nulo o esforço de pesquisa da Bíblia sem a ajuda de suas publicações. Será que alguma parte dos Evangelhos dá margem para uma religião ou pessoa fazer tal tipo de afirmação?
bulletpag. 13, par. 1 cita o Anuário das Testemunhas de Jeová ou mesmo a Despertai! como exemplos de leitura de lazer. O que é lazer para a Sociedade? Descrições detalhadas do porque membros das Testemunhas perderam sua vida devido à sua posição inflexível em relação às transfusões de sangue? Relatos de bruxarias feitas contra "irmãos" ou das dificuldades que uma multidão sofre para assistir às reuniões? Ou será lazer ler as respostas "profundas" para as perguntas "ainda mais profundas" nas seções Os Jovens Perguntam na Despertai!? Ou é lazer ler a cada epílogo do assunto de capa de Despertai! que Jeová vai trazer o paraíso? Isto realmente não é lazer, mas antes uma leitura enfadonha, manipulativa e repetitiva. Por que a Sociedade não foi mais realista e sugeriu revistas de culinária, marcenaria, revistas em quadrinhos, romances de qualidade ou leituras saudáveis realmente destinadas ao lazer? Eu passei minha infância lendo Júlio Verne e isto não me causou nenhum dano. Mas se a Sociedade assim o fizesse, estaria perdendo mais uma ótima oportunidade de instalar seu programa de controle sobre seus fiéis adeptos.
bulletpag. 15, par. 11: "A classe do escravo providencia diligentemente nutrição espiritual a todos - 'leite' para os novos, mas 'alimento sólido' para as pessoas maduras". Para analisar o que tem sido este "leite" ou mesmo o "alimento sólido" no decorrer da história das Testemunhas de Jeová, leia o Histórico da Doutrina do Sangue e o Histórico das Testemunhas de Jeová. Mas antes, alguns comentários: como estava o tal 'leite' quando Russel ensinava que os cálculos das Eras divinas estavam relacionados com a Grande Pirâmide de Gizé? Ou que dizer dos mutantes ensinamentos sobre as frações do sangue? E o que dizer da proibição das vacinas, do serviço militar alternativo, das inúmeras datas marcadas para o fim, era tudo isto "alimento no tempo apropriado"? Se isto é alimento, que qualidade nutritiva tem ele?
bulletpag. 17, par. 19: A Sociedade cometeu (e comete) uma quantidade incalculável de erros de interpretação da Bíblia, interpretação de profecias, mudanças constantes na doutrina e assim sucessivamente. A quem atribuem eles seus acertos e erros? A respeito das literaturas que revelam estas "verdades", note o comentário no citado parágrafo de A Sentinela: "Jeová providenciou esses instrumentos por meio do 'escravo fiel e discreto' [primeiro Russel e agora os ungidos] a fim de habilitar seus servos na Terra a 'procurar e a achar o próprio conhecimento de Deus'"
bulletpag. 21, par. 11: "Já por mais de 120 anos fornecem-se 'mantimentos espirituais no tempo devido' em A Sentinela, bem como em outros livros e publicações, baseados na Bíblia". Que espécie de "alimento" é esse você já pode concluir. Mas o mais incrível é a Sociedade colocar seus erros, especialmente os publicados no passado, como "mantimentos espirituais", como se tudo o que ela ensinou (e ensina) fossem verdades bíblicas. Mais grave ainda é que ela tenta, no parágrafo 12 utilizar o termo "no tempo devido" para justificar seus crassos erros no passado, como se somente agora tivéssemos chegado ao tempo para estarmos apropriadamente alimentados. No entanto, os textos bíblicos relacionados utilizam o termo "tempo apropriado" no sentido das estações produtivas do ano. Isto pode até mesmo ser comprovado pela Tradução do Novo Mundo em inglês, onde a palavra utilizada para tempo é "season", ou estação. As árvores e vegetais produzem tipos diferentes de alimentos de qualidade durante o ano, segundo as suas características. Assim, a Bíblia não dá margem para se justificar a má qualidade do alimento com este argumento vazio. Isto é pura falácia e crença incondicional no "poder de aceitação" das Testemunhas.

Sinceramente, fiquei surpreendido com a quantidade de contradições e abusos de argumentos vazios contidos nestes três artigos. Poderia ainda ter alistado aqui mais umas duas ou três declarações estranhas da Sociedade apresentadas nestes artigos. Mas não o faço para não ficar com a imagem de excessivamente crítico.